Buscar

Após cobranças de Leonardo Dias, Prefeitura regulariza parte do débito com funcionários do PAM


Após as cobranças do vereador por Maceió, Leonardo Dias (PSD), a Prefeitura Municipal regularizou junto à empresa BRA – que presta serviços no PAM Salgadinho – uma das quatro parcelas atrasadas.


O retardo destas parcelas obrigou a empresa a pagar os salários de seus funcionários com verbas próprias, fato que não conseguiu repetir no mês de maio. Com isso, os funcionários paralisaram suas atividades, na manhã dessa quinta-feira (20) após atraso de mais de 15 dias.


Com estas informações, Leonardo Dias compareceu à unidade de saúde para conversar com os colaboradores da empresa. No local, o vereador se comprometeu em cobrar da Prefeitura a regularização das parcelas para, de modo imediato, os vencimentos destes funcionários fossem pagos.


"Desde janeiro temos recebido informações de atrasos de pagamento dos salários desses profissionais. Todos os meses, a gente vem cobrando a regularização à Prefeitura e nada foi feito. E hoje, os funcionários da empresa paralisaram suas atividades no PAM Salgadinho, que é o principal equipamento de saúde de Maceió. Eles tiveram que parar por falta de condições do trabalho, pois estão passando fome, estão sem água para beber no local e não estão recebendo as cestas básicas que eles têm direito", afirmou Leonardo Dias.


No entanto, os repasses da Prefeitura de Maceió referentes aos meses de dezembro, março e abril, seguem atrasados e, devido a esta situação, a BRA – que neste período manteve os salários de seus funcionários com verbas próprias – também não conseguiram disponibilizar EPIs para o trabalho de seus colaboradores do PAM Salgadinho.


"Os funcionários também não estão tendo acesso a Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs). Tudo isso por causa de um governo que diz que está economizando, mas está matando as pessoas de fome. Sem contar que a população está sofrendo por causa de um atendimento precário, pois os banheiros destes locais estão sujos, sem higiene alguma devido a irresponsabilidade da prefeitura", complementou Leonardo Dias.

Um dos colaboradores da empresa destacou o trabalho do vereador, pelo menos, sanar parte do problema. "Ele veio aqui, nos ouviu atentamente, onde expomos os problemas. Ele se comprometeu em cobrar da prefeitura a resolução do problema e foi resolvido", colocou.

9 visualizações0 comentário