Buscar

Comandantes das Forças Armadas em Alagoas recebem títulos de cidadãos honorários de Maceió


Os comandantes da Capitania dos Portos de Alagoas, capitão Wendell Petrocelli, e o do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Maceió, major Luciano Bacellar, receberam, na manhã desta segunda-feira (13), os títulos de Cidadãos Honorários de Maceió, propostos pelo vereador Leonardo Dias (PSD) e aprovados por unanimidade pelo colegiado da Câmara Municipal de Maceió (CMM).


A cerimônia foi realizada no plenário da Casa de Mário Guimarães em uma sessão solene presidida pelo vereador Dias. Os comandantes receberam os títulos como reconhecimento de seus trabalhos pelas Forças Armadas em Alagoas.


"Nosso município é conhecido, para além de suas belezas naturais, por ser uma terra de gente acolhedora. Que, de fato, abre os braços para aqueles que nos visita ou até mesmo fazem morada. Eu sou testemunha disso. Não sou maceioense de nascença, mas de coração. Compartilho dos mesmos sentimentos dos que se apaixonam por essa cidade, mesmo não sendo seus filhos naturais. Sei que esse é o sentimento presente em nossos homenageados com o título de cidadão honorário. Esses dois bravos guerreiros de nossas forças armadas se fizeram filhos adotivos de nossa terra em sinal de dedicação que tiveram para com ela. Esse título é, além de uma justa homenagem, reconhecimento e gratidão. É uma prova viva que, neste país. ainda possuímos homens e mulheres que, regidos pelas virtudes, fazem de seus ofícios verdadeiras missões por Deus, pela pátria e pela família", afirmou Dias.


O major Bacellar se emocionou ao falar de seu sonho de ser membro da Aeronáutica brasileira e agradeceu o acolhimento do povo maceioense e alagoano para com ele e sua família.


“Confesso que não é fácil encontrar palavras que expressem minha gratidão por esse título, e a felicidade por ter sido adotado por essa cidade que me acolheu. Maceió se tornou para mim uma referência de beleza e qualidade de vida. Em 1999, eu deixei minha cidade natal, Vila Velha [Espírito Santo], e fui em busca de um sonho, que era ser piloto de avião. Ingressei na FAB, levando comigo os mais valiosos ensinamentos dos meus pais: a humildade, a integridade, a perseverança e o respeito. Esses foram os valores que me sustentaram durante meus seis anos de formação e me permitiram a realização do sonho que carregava desde os oito anos de idade. Em 2020, recebi a informação para comandar a Força Aérea em Maceió. Fui surpreendido, pois passei a morar na cidade onde o restante do Brasil passa férias", colocou.


Também emocionado, o capitão Petrocelli relatou que, por ter familiares em Maceió, passou boa parte de sua infância e adolescência vindo à capital alagoana durante as férias e que sempre quis comandar a Capitania dos Portos de Alagoas.


"Eu sempre tive o sonho de morar aqui em Maceió e quando eu vinha para cá de férias todos os anos, ficava na expectativa da Escola de Aprendizes abrir novamente. O comando aqui é de turma ímpar e eu sou de uma turma par. Então, as chances eram realmente mínimas e só tinha uma possibilidade, que era a intervenção de Deus. Graças a Ele ocorreu em um certame entre 200 oficiais, dos quais 56 escolheram a Capitania dos Portos como primeira opção. Não é à toa que ela é a mais concorrida pelos capitães de fragata e eu fui o escolhido. Sou muito grato a Deus por isso", pontuou.


Além dos homenageados e de seus familiares, a sessão solene contou com a presença do comandante do 59º Batalhão de Infantaria Motorizado (BIMtz), coronel Rodrigo Paim; do sub-comandante do Corpo de Bombeiros de Alagoas, coronel Jacques Wolbeck e do sub-comandante da Polícia Militar de Alagoas, coronel Thulio Emery.

1 visualização0 comentário