Buscar

Em primeiro discurso, Leonardo Dias pede celeridade na apreciação do recesso parlamentar


O vereador Leonardo Dias (PSD) discursou no plenário da Câmara Municipal de Maceió (CMM), na 2ª Sessão Ordinária, nesta terça-feira (23). O parlamentar, que está servindo em seu primeiro mandato na Casa de Mário Guimarães, afirmou estar honrado com a missão dada através dos votos da população maceioense.


Em sua fala, Dias solicitou à presidência da Casa de Mário Guimarães celeridade no projeto de sua autoria que reduz o tempo de recesso dos vereadores de 90 para 55 dias. Além disso, o edil pediu que a Mesa Diretora dê prioridade à apreciação de matérias que possuam como mérito temas relacionados à pandemia do novo coronavírus.


“É importante, pois muitas dessas matérias podem ser prejudicadas por conta do tempo. Há ainda matérias que podem ajudar a salvar vidas”, colocou o vereador. O presidente Galba Novaes (MDB) destacou que essa seria uma orientação a ser dada à assessoria do corpo diretivo da Casa.


Quando ao recesso, Dias pontuou: "Eu e minha equipe estamos trabalhando desde o dia 2 de janeiro, enquanto a Casa se encontrava em um recesso absurdo de 60 dias. Razão pela qual meu primeiro projeto versa sobre a redução desse recesso, adequando a Câmara Municipal à Câmara dos Deputados. Assim, em vez de 90 dias, teremos 55 dias. Na minha visão, ainda é muito. Deveríamos ter direito às mesmas férias de um trabalhador normal. Todavia, fiz o possível para o momento e espero, ainda dentro dessa legislatura, poder avançar mais. E aqui agradeço aos nobres vereadores que me acompanharam nessa matéria. Diante disso, Senhor Presidente, peço que paute com a maior brevidade possível, a redução do recesso”.


Leonardo Dias reafirmou seu desejo de disponibilizar seu mandato em prol do povo e professou sua fé em Deus e garantiu que defenderá todos os valores e compromissos que foram ressaltados não só durante a campanha, mas também em sua vida de ativista político.


O parlamentar reforçou também o seu compromisso em defender as famílias e o combate às ideologias marxistas, das quais foram responsáveis pelos piores genocídios da história da humanidade. Leonardo condenou o discurso ideológico e criticou a intolerância política. O vereador fez questão de destacar sua posição de católico durante o discurso.

2 visualizações0 comentário