Buscar

Leonardo Dias avalia que embates entre prefeito e governador acabam prejudicando população


Durante sessão ordinária da Câmara Municipal de Maceió, o vereador Leonardo Dias (PSD) demonstrou preocupação com o embate político – visando as eleições de 2022 – entre o governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), e o prefeito de Maceió, João Henrique Caldas, o JHC (PSB), que estão em grupos políticos opostos.


Para Dias, esse conflito entre os chefes dos Executivos do Estado e da Capital alagoana fazem parte não pode prejudicar a população e as políticas públicas que precisam ser desenvolvidas. O assunto foi destacado pelo edil durante um debate, na Casa de Mário de Guimarães, sobre os problemas enfrentados para a entrega de cestas básicas às famílias carentes de Maceió.


O imbróglio se dá porque ambos os entes políticos parecem estar empurrando a responsabilidade um para ou outro, enquanto a população que necessita do auxílio tem esperado sem qualquer perspectiva para receber as cestas básicas.


"Eu, sinceramente, fico estarrecido quando vejo que a população acaba sendo prejudicada por conta de uma disputa política. Quem se encontra passando fome está pouco preocupado com essa briga entre o prefeito e o governador. Não faz sentido. Não é possível que os agentes públicos não possuam maturidade suficiente para sentar, conversar e tentar resolver os problemas da população e só pensem em vencer a briga da eleição”, colocou o vereador Leonardo Dias.


O vereador entrou em contato – durante a sessão – com um dos comandantes das forças policiais do Estado para que o problema logístico para a entrega das cestas básicas seja solucionado o mais breve possível. "Entrei em contato com o comandante da PM, coronel Bittencourt, que tem sido uma pessoa sensível a essas causas e tem sempre se prontificado em resolver problemas. Ele se colocou a disposição para discutir com a Secretaria Municipal de Assistência Social para chegar a uma solução. Não é possível que fiquemos reféns de uma briga que não diz respeito à população, até porque foi dinheiro público que comprou essas cestas", finalizou o edil.


O vereador, Valmir Gomes (PT), corroborou com as cobranças de Leonardo Dias. Segundo o edil, a situação das famílias que vivem em vulnerabilidade tem se agravado com o atraso da entrega das cestas básicas.


"São 23 mil cestas básicas que precisam ser distribuídas para a população carente da capital. Os membros do Conselho Municipal de Assistência Social estão muito preocupados e me parece que até o momento a secretaria municipal não ofereceu a logística necessária para a distribuição. É uma situação preocupante, pois os alimentos que estão armazenados podem estragar enquanto a população vive miseravelmente em Maceió", pontuou Gomes.


A pauta também foi debatida pelos vereadores Cal Moreira (PSC) e Teca Nelma (PSDB).*Leonardo Dias avalia que embates entre prefeito e governador acabam prejudicando população*


Durante sessão ordinária da Câmara Municipal de Maceió, o vereador Leonardo Dias (PSD) demonstrou preocupação com o embate político – visando as eleições de 2022 – entre o governador de Alagoas, Renan Filho (MDB), e o prefeito de Maceió, João Henrique Caldas, o JHC (PSB), que estão em grupos políticos opostos.


Para Dias, esse conflito entre os chefes dos Executivos do Estado e da Capital alagoana fazem parte não pode prejudicar a população e as políticas públicas que precisam ser desenvolvidas. O assunto foi destacado pelo edil durante um debate, na Casa de Mário de Guimarães, sobre os problemas enfrentados para a entrega de cestas básicas às famílias carentes de Maceió.


O imbróglio se dá porque ambos os entes políticos parecem estar empurrando a responsabilidade um para ou outro, enquanto a população que necessita do auxílio tem esperado sem qualquer perspectiva para receber as cestas básicas.


"Eu, sinceramente, fico estarrecido quando vejo que a população acaba sendo prejudicada por conta de uma disputa política. Quem se encontra passando fome está pouco preocupado com essa briga entre o prefeito e o governador. Não faz sentido. Não é possível que os agentes públicos não possuam maturidade suficiente para sentar, conversar e tentar resolver os problemas da população e só pensem em vencer a briga da eleição”, colocou o vereador Leonardo Dias.


O vereador entrou em contato – durante a sessão – com um dos comandantes das forças policiais do Estado para que o problema logístico para a entrega das cestas básicas seja solucionado o mais breve possível. "Entrei em contato com o comandante da PM, coronel Bittencourt, que tem sido uma pessoa sensível a essas causas e tem sempre se prontificado em resolver problemas. Ele se colocou a disposição para discutir com a Secretaria Municipal de Assistência Social para chegar a uma solução. Não é possível que fiquemos reféns de uma briga que não diz respeito à população, até porque foi dinheiro público que comprou essas cestas", finalizou o edil.


O vereador, Valmir Gomes (PT), corroborou com as cobranças de Leonardo Dias. Segundo o edil, a situação das famílias que vivem em vulnerabilidade tem se agravado com o atraso da entrega das cestas básicas.


"São 23 mil cestas básicas que precisam ser distribuídas para a população carente da capital. Os membros do Conselho Municipal de Assistência Social estão muito preocupados e me parece que até o momento a secretaria municipal não ofereceu a logística necessária para a distribuição. É uma situação preocupante, pois os alimentos que estão armazenados podem estragar enquanto a população vive miseravelmente em Maceió", pontuou Gomes.


A pauta também foi debatida pelos vereadores Cal Moreira (PSC) e Teca Nelma (PSDB).