Buscar

Leonardo Dias cobra providências sobre falta de médicos em UPA


O vereador Leonardo Dias (PSD) vai encaminhar ofício à Secretaria Municipal de Saúde (SMS) denunciando irregularidades encontradas na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Benedito Bentes, no sábado passado (4) durante sua fiscalização ao local. O edil cobra, no documento, que se cumpra o que determina a legislação em relação aos plantões médicos nessa unidade.


As UPAS de porte III devem ter, pelo menos três médicos, para atender a população no horário de 19 horas às 7 horas. Isso não ocorreu, no sábado passado, no Benedito Bentes. Na unidade de saúde, o vereador constatou – mais uma vez – casos de desrespeito com os pacientes, que esperaram mais que o tempo previsto pelo protocolo de Manchester.


O edil constatou que nenhum médico plantonista estava realizando atendimentos durante o período de 19 horas às 20 horas, aproximadamente.


“Na UPA do Benedito Bentes, eu conversei com alguns pacientes que esperaram cerca de quatro horas para serem atendidos, o que descumpre o protocolo de Manchester, que fixa o tempo máximo de espera em até duas horas”, afirmou o vereador. No documento encaminhado à SMS, o vereador cobra providências em relação ao Instituto Saúde e Cidadania (ISAC), que é a empresa terceirizada responsável pela Unidade.


“Além do tempo de espera ter sido mais do que o recomendado, a Unidade passou por um período de aproximadamente uma hora sem médicos. Quando o atendimento foi restabelecido, somente dois médicos estavam trabalhando. Entretanto, as recomendações do Ministério da Saúde determinam que três médicos estejam de serviço durante o período de 19 horas às 7 horas”, complementou o vereador.


No mesmo dia, o edil também fiscalizou a unidade do bairro do Trapiche da Barra. Lá, durante o seu tempo de visita, o serviço estava sendo devidamente prestado, com o plantão sendo cumprido como previsto pela legislação e os atendimentos dentro o protocolo.

2 visualizações0 comentário