Buscar

Leonardo Dias cobra que Prefeitura apresente Plano de Contenção de Barreiras, atrasado há seis meses


O vereador Leonardo Dias irá protocolar, nos próximos dias, um requerimento para convocar o secretário Municipal de Infraestrutura (Seminfra), Fabrício Galvão; o superintendente Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes), Ronaldo Farias; e o secretário Adjunto-Especial da Defesa Civil Municipal, Abelardo Nobre, para apresentarem o Plano de Contenção de Barreiras, prometido pela atual administração ainda no ano de 2021.


O debate sobre o tema surgiu devido a morte da criança de 9 anos, João Pedro da Silva Bernardino, que foi soterrado após um deslizamento de terra, no bairro do Ouro Preto, na manhã desta quarta-feira (23). Dias afirmou que a Prefeitura de Maceió precisa dar respostas e cumprir o seu papel diante da problemática.


"Eu tenho certeza que ninguém mora em áreas de encostas porque quer. Não podemos culpar a população por um problema de política pública. Gostaria de apresentar um requerimento para que os secretários responsáveis sejam convocados para que a gente possa trazê-los e escutarmos aquilo que deve ser feito para que possamos prevenir mais situações trágicas, como a que ocorreu com o João Pedro e sua família", afirmou Dias.


"As pessoas estão morrendo e eu acho que esta Casa precisa convidar a Defesa Civil, para que seja apresentado o plano que eles ficaram de apresentar, pois é inadmissível e vergonhoso que a gente se acostume a perder pessoas como o João Pedro, que foi a vítima de hoje. Amanhã pode ser qualquer outra pessoa, por causa da negligência e incapacidade do Município. Temos visto ultimamente muitas obras de maquiagem e poucas que realmente importam para as pessoas mais pobres. Talvez porque isso não gere uma foto bonita e não seja um ponto instagramável", concluiu.


NEGLIGÊNCIA


Durante seu pronunciamento na Sessão Ordinária, Leonardo Dias lamentou o ocorrido e criticou as gestões municipais atuais e passadas, que negligenciaram ações de prevenção aos deslizamentos de barreiras.


"Estive hoje no local do acidente e vi a tristeza de familiares e vizinhos do João Pedro. Temos visto que as administrações têm passado e Maceió sempre vem sofrendo com esse tipo de tragédia. Em 2019, no dia 3 de julho, foi anunciada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional a destinação de R$ 11,3 milhões para ações de Defesa Civil em alguns bairros de Maceió, justamente para a contenção de encostas. Eu, particularmente, não vejo nenhuma obra em encostas e, ano após ano, pessoas estão sendo vitimadas", prosseguiu Dias.


Dias relembrou o fato de o prefeito João Henrique Caldas (PSB) ter vetado uma emenda do vereador Cal Moreira (PSC), que destinou R$ 3 milhões para obras de contenção de barreiras. O valor seria retirado da Secretaria de Comunicação, que tem um orçamento superior a R$ 21 milhões.


"Vamos lembrar que o vereador Cal Moreira destinou 3 milhões, de forma bastante atenciosa, para a contenção de barreiras e o prefeito vetou. Esse valor seria retirado da Comunicação e o JHC vetou com a justificativa de que isso afetaria execuções de contratos e prejudicaria a divulgação dos trabalhos da Administração. Eu queria que o prefeito dissesse isso à família da criança e a todos que estavam ali sem saber se as suas casas seriam as próximas. Esta Casa precisa adotar medidas sérias para que o Executivo possa cumprir com a sua responsabilidade", complementou.


MOÇÃO DE PESAR


Apresentada por Leonardo Dias, uma Moção de Pesar pela morte de João Pedro da Silva Bernardino foi aprovada, por unanimidade, pelos vereadores da CMM. A pauta foi subscrita pela vereadora Gaby Ronalsa (União Brasil).

1 visualização0 comentário