Buscar

Leonardo reforça importância do cumprimento de sua lei que equaliza investimentos em artistas locais


O vereador Leonardo Dias (PL) reforçou a importância do cumprimento da lei de sua autoria, que determina o investimento de 50% dos valores gastos em eventos artísticos – promovidos pela Prefeitura de Maceió – em artistas locais. O tema foi debatido durante a Audiência Pública sobre o Desenvolvimento de Políticas Públicas Voltadas à Difusão e Fomento da Cultura Gospel no Município de Maceió, realizada na manhã desta segunda-feira (2), na Câmara Municipal (CMM).


Segundo o vereador, o setor de eventos foi um dos mais prejudicados durante a pandemia devido aos decretos governamentais, que impossibilitaram os trabalhadores do ramo de trabalhar por cerca de um ano. A lei de sua autoria foi uma de suas primeiras propostas apresentadas após tomar posse de seu mandato, em janeiro de 2021.


“Como cristão, aprendi com Santo Agostinho, que quem canta, reza duas vezes. Durante a pandemia, vimos o sofrimento dos músicos e dos outros trabalhadores do setor de eventos. Nós tentamos compensar esses problemas causados por decretos governamentais aqui na Câmara”, frisou Dias.


“O setor gospel é bastante sofrido e meio que invisível nas políticas públicas. Logo nos meus primeiros meses, eu propus uma lei, que foi aprovada, onde a gente determinou que 50% dos valores gastos em eventos artísticos sejam destinados aos artistas locais”, complementou.


Além de combater a desvalorização da arte local, Leonardo Dias acredita que a lei também ajuda a fomentar a economia maceioense, uma vez que os valores recebidos pelos artistas da terra são investidos na cidade.


“Nosso intuito era justamente de reparar um problema histórico, onde se contratava um artista nacional por 500 mil reais e um outro da terra por 2 mil, sendo que esse só receberia esse valor com mais de 90 dias depois. Ainda tem uma questão econômica, pois o artista nacional põe o dinheiro no bolso e vai embora. O local vai ao supermercado, comprar instrumentos musicais e investirá seu dinheiro aqui mesmo em nosso estado”, prosseguiu.


Dias aproveitou o espaço durante a Audiência Pública para parabenizar a Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC), que além de cumprir a lei de sua autoria, tem dado atenção ao cenário artístico gospel.


“Eu preciso parabenizar a FMAC, que tem até superado os 50% do valor investido em artistas locais. Pela primeira vez, temos visto uma preocupação de investir na cultura evangélica. Sei, porém, que ainda há muito para avançar”, concluiu Dias.

1 visualização0 comentário